Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 23 de abril de 2012

A venda

Compre meu produto !
Veja que qualidade !
Ora que maldade !
Eu não vejo, só escuto !

Eu sei tudo, já vi tudo.
Não me venha com bobagem,
Não vês que tenho bagagem
Como uma hora tem minuto ?

Ora ora senhor, para você ver.
Não sabes nada, tu não és esperto,
Tu és cego, e o pior cego
É aquele que não quer ver.

Jorge Madoz

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Tesouro é o amor

Um pirata navegava,
Tinha seu barco,
Sua tripulação era boa.
Ouvia o mar.
Odiava e matava, cometia crimes.
Ria do arrependimento e
Empolgava-se atras de ouro.

É; porém o barco sofreu tempestade, naufragou.

Olhou, ao acordar, pessoas que ele havia roubado e feito mal.

"Onde estou ? Perdi meus tesouros !"
Refletiu depois, "Os fiz sofrer mas eles me ajudaram em troca de nada !".
Mudou seu modo de ver o mundo,
Arrependeu-se, aprendeu a amar.

Jorge Madoz

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Aventureiro

Aventureiro,
Ignóbil descontente
Pretende despertar cólera.

Almeja destruir sua alegria,
Tornar descrente e
Rescrever sua história.

Aventureiro, nobre viajante.
Use sua armadura e sua espada
Pois sua jornada, por ser importante
E singular,
É repleta de obstáculos !

E também daqueles que
Vão tentar se tornar obstáculos.
Pernas, pontapés e tentáculos,
Mas por ser você, irá vencer.

Jorge Madoz

segunda-feira, 2 de abril de 2012

A mente julga

Gelo, neve, rocha,
Areia, sol, mar.
Nada disso vale
Quando a mente está
A chorar.

Jorge Madoz

domingo, 1 de abril de 2012

Tolo que sou

Eu adoro ouvir o violino
Porque o som dele é relaxante.
Ao contrário de ser contrariado
Que me faz facilmente responder grosseiro.

Tolo que sou ao reclamar,
Vejo a natureza se rebelar
Contra o homem explorador,
Que extrai dinheiro e impõe a dor.

Eu adoro ouvir o violino
Porque ele me consola.
Incapaz, sou menino
Enquanto a humanidade chora.

Jorge Madoz