Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Soneto da reforma

Arde em mim o desejo de melhorar,
Arde em mim o erro.
É como ardência a dor de errar,
Mas não entro em desespero.

Não posso parar de cantar
As canções que espantam medo.
"E a fraqueza, há ?"
Eis que sim, não sou perfeito.

Antes de chegar no fim
Eu encontrarei o "inalcançável"
E meu coração descansará

Esperança cresce em mim
Como uma planta saudável
Que não precisa regar.

Jorge Madoz

Nenhum comentário:

Postar um comentário