Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 22 de maio de 2012

Soneto Manifesto I

Cada cabeça boa pode ser vista de olhos fechados
Se for cabeça boa mesmo, aberta,
Que compreende e examina todos os detalhes,
E se preocupa com o entendimento do ouvinte.

É humilde, não reprime, valoriza.
Cada ser é luz, mas só é visto luz
Quando os olhos não vêem. Mas é visto
Se percebe-se, porque abandonou o egoísmo.

De ser ser humano, egoísta.
Sente-se a presença da luz em movimento, prima
Jamais perfeita mas te alegra por ser luz.

Abaixo dos mais numerosos animais, à vista
O ser humano permanece; E a luz acima
Reside por ser, não vista com olhos, luz.

Jorge Madoz
2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário