Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Perdão, perdoe, pra ler

Sua terra tem caveiras,
e morrem porcos a urrar.
No inferno escuro odeiam,
e como odeiam nosso lar.

Vossa terra tem fogueiras,
onde queimam recém nascidos ao lar.
Morrem antes, senão semeiam,
e se a semeiam, discórdia há.

A terra de vosmicê tem freiras
que excomungam os a questionar.
Bruxas que incendeiam, enfeiam,
a seita que nasce se propagará ?

Seu coração. Eu arranco a grosseira
palavra onde está a morte a te necrosar.
Antes do mal, se enseja, em mim
O mal despeja e deseja se melhorar.

Jorge Madoz

Nenhum comentário:

Postar um comentário